Avançar para o conteúdo principal desta página.
Inventário Artístico da Arquidiocese de Évora.
Apresentação

Inventário

Roteiros

Newsletter

Glossário

Links

Contactos


Página Inicial

Página de abertura

 

Azulejaria e Arte

Magnificat Maria

Expressões Artisticas da Fé

Joalharia na Arte Devocional

Relicários

Arte Indo-Portuguesa

 
Nossa Senhora da Graça do Divor.
Nossa Senhora da Graça do Divor
Azulejos de Padrão.
Azulejos de Padrão
Azulejos de Padrão.
Azulejos de Padrão
Azulejos de Padrão.
Azulejos de Padrão
Azulejos de Padrão.
Azulejos de Padrão
Azulejos de Padrão.
Azulejos de Padrão
Nossa Senhora com o Menino.
Nossa Senhora com o Menino
Painel ornamental.
Painel ornamental
Composição ornamental.
Composição ornamental
Cercadura com emblemas marianos.
Cercadura com emblemas marianos
Nossa Senhora da Boa Fé.
Nossa Senhora da Boa Fé
Nossa Senhora da Conceição com os símbolos Marianos.
Nossa Senhora da Conceição com os símbolos Marianos
Albarrada.
Albarrada
Padrão com volutas de acanto.
Padrão com volutas de acanto
Frontal de altar.
Frontal de altar
Calvário.
Calvário
Frontal de altar.
Frontal de altar
A Vida da Virgem.
A Vida da Virgem
São Miguel de Machede.
São Miguel de Machede
São Miguel pesando as almas.
São Miguel pesando as almas
Daniel na fossa dos leões.
Daniel na fossa dos leões
 
Painel monocromático azul, de composição figurativa, com dez azulejos por dez, representando a cena do Calvário. Ao centro, Cristo crucificado, morto, com Maria Madalena a seus pés. À direita vê-se São João Evangelista e à esquerda a Virgem. O segundo plano da composição é preenchido por arquitecturas e paisagem.

Calvário

Olarias de Lisboa
Primeiro quartel do século XVIII

 

   
  Ampliar imagem.
   
Ao mesmo tempo que as melhores oficinas lideradas por pintores como Gabriel del Barco, António de Oliveira Bernardes a António Pereira, realiza-se em Lisboa uma produção figurativa hoje anónima. O painel do Calvário, aplicado agora na sacristia com muitos azulejos mal montados, é um bom exemplo da aproximação da pintura de azulejo à pintura a óleo, onde o pintor procura traduzir a intensidade lumínica e dramática do seu modelo, preenchendo com aguadas de azul a quase totalidade do espaço pictórico.