Avançar para o conteúdo principal desta página.
Inventário Artístico da Arquidiocese de Évora.
Apresentação

Inventário

Roteiros

Newsletter

Glossário

Links

Contactos


Página Inicial

Página de abertura

 

Azulejaria e Arte

Magnificat Maria

Expressões Artisticas da Fé

Joalharia na Arte Devocional

Relicários

Arte Indo-Portuguesa

 
Nossa Senhora da Graça do Divor.
Nossa Senhora da Graça do Divor
Azulejos de Padrão.
Azulejos de Padrão
Azulejos de Padrão.
Azulejos de Padrão
Azulejos de Padrão.
Azulejos de Padrão
Azulejos de Padrão.
Azulejos de Padrão
Azulejos de Padrão.
Azulejos de Padrão
Nossa Senhora com o Menino.
Nossa Senhora com o Menino
Painel ornamental.
Painel ornamental
Composição ornamental.
Composição ornamental
Cercadura com emblemas marianos.
Cercadura com emblemas marianos
Nossa Senhora da Boa Fé.
Nossa Senhora da Boa Fé
Nossa Senhora da Conceição com os símbolos Marianos.
Nossa Senhora da Conceição com os símbolos Marianos
Albarrada.
Albarrada
Padrão com volutas de acanto.
Padrão com volutas de acanto
Frontal de altar.
Frontal de altar
Calvário.
Calvário
Frontal de altar.
Frontal de altar
A Vida da Virgem.
A Vida da Virgem
São Miguel de Machede.
São Miguel de Machede
São Miguel pesando as almas.
São Miguel pesando as almas
Daniel na fossa dos leões.
Daniel na fossa dos leões
 
Silhar de azulejos policromáticos em azul, amarelo e castanho, que reveste as paredes da capela baptismal da igreja da Graça do Divor, até à sanca num módulo de quatro por quatro azulejos. Apresenta dois motivos distintos inscritos em reserva quadrangular de cantos cortados: um motivo fitomórfico branco recortado sobre fundo azul e outro muito estilizado sobre fundo castanho, com moldura perlada e reservas geométricas, amarelas. A guarnição é formada por cercadura nos mesmos esmaltes com reservas geométricas azuis e enrolamentos vegetalistas amarelos.

Azulejos de Padrão

Olarias de Lisboa
Primeiro terço do século XVII

 

   
  Ampliar imagem.
   
Os desenhos de composições decorativas dos tratados de arquitectura de Sebastiano Serlio são a principal referência para o trabalho de massa do tecto da nave da Igreja do Divor. O padrão aplicado no revestimento das paredes da capela-mor comunga dessa mesma matriz geometrizante, num exemplar trabalho de ladrilhador, com os azulejos aplicados em faixas diagonais.